quinta-feira, 2 de junho de 2016

Vídeo: Segurança Perceptível - Franz Porzsolt e Luis Correia

Neste vídeo, conversamos com Franz Porzsolt a respeito de "perceived safety", conceito que discutimos em nossa última postagem.




2 comentários:

  1. Perguntas: baseado em que evidencias o entrevistado conclui que "deve ser muito caro" adquirir, manter, treinar o uso da veste? Algum estudo comparou "ter o equipamento" versus "nao ter o equipamento"? O entrevistado ou entrevistador poderia citar alguma evidencia de que "ter o equipamento" cria algum efeito deleterio? Se um amigo do entrevistado atesta nao haver um caso na aviacao moderna em que uma vida tenha sido salvo pelo equipamento -- seria esse testemunho (expert opinion) a melhor evidencia disponivel? O que dizer sobre o risco de avioes que fazem voos internacionais ou voam sobre agua? Se o equipamento nao salva vidas, seria possivel haver algum problema com o equipamento, i.e., localizacao, tempo para ativacao (no casos dos coletes), familiaridade dos passageiros com tais equipamentos? Seria possivel salvar vidas com equipamento que tivessem design e fissem colocados em lugar imediatamente acessivel no caso de acidente? Em avioes menores e helicopteros, ha relatos de passageiros que sobreviveram gracas aos equipamentos de seguranca.
    Enfim, teria a tal "seguranca percebida" (ao inves de "seguranca perceptivel" um efeito psicologico benefico ao criar a sensacao de controle no caso de uma catastrofe real ou eminente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega, abordamos boa parte destes tópicos na postagem anterior, sobre "Segurança Perceptível".

      Excluir